Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cearense. Desde 1996 moro e trabalho no Rio de Janeiro. Vivo no Lins de Vasconcelos, uma favela próximo ao Hospital Naval Marcílio Dias.Tenho enfrentado uma barreira difícil; semi analfabeto, baixo poder intelectual, entre outras mazelas; situações essas me privam de muitas coisas, tanto na área profissional quanto pessoal.

Pesquise

Google Website Translator Gadget

O Blog

Quando decidi criar esse Blog, não tive a intenção de plagiar informações ou promover qualquer pirataria.
Viso somente expandir o conhecimento, reunindo em um só local todo o adquirido através de Amigos online...
Fiz desse Blog um diário virtual. Aqui posto assuntos de meu interesse. Eu o uso para agregar vídeos, músicas, e notícias que as considero úteis. Nele estão fotos e fatos de minha vida. Divido o com os visitantes, porque foi criado como espaço...

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Luicci Pirandello

O que sabemos de nós mesmos é uma pequena parte do que somos.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Assalto no Rio de Janeiro

- Ônibus: R$ 3,80
- Gasolina: mais de R$ 3,00
- A pé: seu celular
- De bike: sua bicicleta
- Saiu de carro. Multa

De qualquer forma você será assaltado.

Homens e o tempo.

Tudo é de esperar e temer do tempo e dos homens.

sábado, 15 de julho de 2017

Marmita e Via Láctea

A marmita onde fermenta os homens está com tampa celeste hoje à noite, repleta de luzes doravante via láctea. É de plástico, mas bela. É encantadora, mas fria. No alicerce subterrâneo, segurando o calor que o dia aqueceu, estão nossas convicções, prontas para serem desenterradas por um apaixonado, avidamente, como um animal.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Remédio e vida

Não existe remédio algum contra nascimento e a morte, salvo o período que os separa.

Amizade

Para conhecermos os amigos é, necessário passarmos pelo sucesso e pelo fracasso; no sucesso vemos a quantidade no fracasso a qualidade.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Sexo


Sexo

SEXO: homossexualidade, poligamia, sexo tântrico, sexo assim e assado e outras bizarrias que só existem na tua cabeça.

Numa altura em que agressões e mesmo mortes são infligidas a pessoas com orientação sexual que não a heterossexual, pernitam-me expor uma reflexão sobre o assunto.
As relações íntimas são a meu ver uma "não questão" ética. Entram naquela categoria de actos amorais, neutros.
De facto, qualquer relação entre pessoas maduras, capazes (Não padeçam de doença mental ou de incapacidade de racicionio momentâneo por consumo de álcool, por exemplo) e consentido é indisputável. Não merece um minuto do nosso tempo. É exclusivamente de foro privado e merece ser verdadeiramente respeitado e não ser apenas condescendido (Não é difícil ouvirmos expressões como "é bom rapaz mas é gay". Isto não é o respeito que a individualidade exige. Seja o tipo de sexo que for. Não te diz respeito tal como eu não aceitaria qualquer comentário ou intolerância à minha heterossexualidade. Uma última palavra mais controversa situação da poligamia. Mais uma vez, nesta situação não há nada de pouco ético. Só será errado se a pessoa, tácita ou expressamente, assume a relação como exclusiva, que é o que acontece na sociedade ocidental. O que está em causa pode ser a traição ou quebra de confiança da outra parte envolvida. Não é sexo ou orientação sexual. Aliás se ambas consentirem que um dos elementos ou mesmo ambos tenham outros parceiros, mais uma vez não há nada de eticamente relevante.
Na verdade, em termos éticos, levanta mais questões a necessidade de reciclar vidro e papel do que a sexualidade das pessoas mas há tantos grupos interessados em provocar o ódio que praticamente só perdem tempo com este, volto a afirmar, "não assunto".

terça-feira, 23 de maio de 2017

O que acontece no meio


O que acontece no meio - Martha Medeiros

 

Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa. 

No meio, a gente descobre que sexo sem amor também vale a pena, mas é ginástica, não tem transcendência nenhuma. Que tudo o que faz você voltar pra casa de mãos abanando (sem uma emoção, um conhecimento, uma surpresa, uma paz, uma ideia) foi perda de tempo.


Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade pro fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início. Que o pensamento é uma aventura sem igual. Que é preciso abrir a nossa caixa preta de vez em quando, apesar do medo do que vamos encontrar lá dentro. Que maduro é aquele que mata no peito as vertigens e os espantos. 

No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam – o difícil é saber previamente quais. Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa. 

Que é preciso dar uma colher de chá para o acaso. Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante. Que Veneza, Mykonos, Bali e Patagônia são lugares excitantes, mas que incrível mesmo é se sentir feliz dentro da própria casa. Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase? Ora, é sempre mais forte. 

No meio, a gente descobre que reconhecer um problema é o primeiro passo para resolvê-lo. Que é muito narcisista ficar se consumindo consigo próprio. Que todas as escolhas geram dúvida, todas. Que depois de lutar pelo direito de ser diferente, chega a bendita hora de se permitir a indiferença.


Que adultos se divertem muito mais do que os adolescentes. Que uma perda, qualquer perda, é um aperitivo da morte – mas não é a morte, que essa só acontece no fim, e ainda estamos falando do meio. 

No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do banco e da caixa postal, mas a senha que nos revela a nós mesmos. Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem (escrever, por exemplo).


Que tocar na dor do outro exige delicadeza. Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.


No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo.

Fonte: Zero Hora

Onde
Alterado: Rua Carolina Santos,74 Lins De Vasconcelos Rio De Janeiro, RJ 20715 450 (mapa)





domingo, 1 de janeiro de 2017

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Coisas que a vida me ensinou em 40 anos


Coisas que a vida me ensinou em 40 anos

Amor não se implora, não se pede
não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil.
Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados
à terra por Deus para mostrar ao homem
O que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz,
não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você,
vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras, é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina,
Deus é o maior poeta de todos os
Tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo
Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças
A cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor,
são palavras mágicas, chaves que abrem
Portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos, cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
Silvana Cervantes

quarta-feira, 4 de maio de 2016

O último oceano




Avaaz.org - The World in Action

Há uma parte do oceano praticamente intocada. Lá, pinguins, baleias e diversas criaturas misteriosas podem nadar livremente. Esse paraíso agora corre o risco de ser destruído por frotas de pesca industrial, ou, felizmente se tornar a maior reserva marinha do mundo! Falta apenas um país tomar essa decisão e temos uma oportunidade incrível para influenciá-lo. Clique para saber mais e assine a petição:

Assine a petição

Queridos amigos,

Há só uma parte dos nossos oceanos que a humanidade ainda preserva intocada. É um lugar precioso, onde majestosas baleias azuis, pinguins e outras criaturas misteriosas vivem livremente.

Mas podemos perder este paraíso – que é do tamanho da Alemanha, França e Reino Unido juntos – muito em breve. A pesca predatória já levou ao massacre de milhares de baleias ameaçadas de extinção no Mar de Ross, situado no oceano Antártico, ao sul da Nova Zelândia. Agora, enormes frotas de pesca industrial querem devastar esta área de uma vez por todas.

Temos uma chance: se 24 países concordarem, esse oceano virgem pode ser transformado na maior área de proteção marinha do mundo. Até agora, 23 deles já disseram sim à proteção do mar de Ross, mas ainda falta um:

Rússia.

Por incrível que pareça, temos uma oportunidade única de persuadir a Rússia a dizer SIM. Especialistas em oceanos, que estarão reunidos em breve com os principais assessores do presidente Vladimir Putin, vão entregar a nossa petição em mãos! Assine:

https://secure.avaaz.org/po/protect_the_ross_sea_gl_loc/?bqIVcbb&v=76084&cl=9911343915

Por anos, essa região conseguiu permanecer protegida por ser isolada. O perigo é que agora, depois de ter devastado os outros mares com a pesca predatória, barcos de pesca industrial, movidos à alta tecnologia, estão a caminho desse oceano sagrado.

Se conseguirmos transformá-lo em santuário, os navios não terão permissão para navegar em 1,34 milhão de km²! É algo sem precedentes.

A nossa comunidade já ajudou a garantir duas áreas marinhas protegidas enormes. Sabemos que, assim como os parques de natureza selvagem reabilitam a vida na terra, o mesmo pode acontecer nos oceanos. Mas apenas se as autoridades criarem reservas marinhas e garantirem o cumprimento das leis de proteção.

Podemos tornar isso uma realidade! Depois de anos de bloqueio ao projeto, a China recentemente juntou-se aos países que apoiam a proteção do Mar de Ross. Agora só precisamos que mais um país diga sim. Vamos fazer a maior campanha de todos os tempos para exigir que a Rússia apoie a criação do maior santuário marinho do mundo. Adicione seu nome e encaminhe este e-mail para seus contatos:

https://secure.avaaz.org/po/protect_the_ross_sea_gl_loc/?bqIVcbb&v=76084&cl=9911343915

Várias vezes, a comunidade da Avaaz disse que defender nossos oceanos é uma prioridade global, tanto por causa das mudanças climáticas quanto para garantir a sobrevivência de milhares de espécies. A Antártida é um exemplo brilhante de como os países podem trabalhar em conjunto pela conservação da natureza e, agora, podemos estender essa proteção aos mares gelados em seu entorno.

Com determinação por um mundo melhor,

Nataliya, Alex, Christoph, Mélanie, Alice, Ricken, Lisa, Fatima e toda a equipe da Avaaz

Mais informações:

Pinguins famintos saem à caça do escasso krill antártico (O Globo)
http://g1.globo.com/natureza/noticia/2016/04/pinguins-famintos-saem-caca-do-escasso-krill-antartico.html

China aceita proteger o Mar de Ross, na Antártida (Zero Hora)
http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/10/china-aceita-proteger-o-mar-de-ross-na-antartida-4890608.html

Por que proteger o Mar de Ross (O Último Oceano) (em inglês)
http://www.lastocean.org/Marine-Protection/Last-Ocean-New-Zealand-__I.2506

Ativista mergulha no gelo para salvar um mar (UNEP) (em inglês)
http://www.unep.org/gwa/news/Ocean-campaigner-puts-his-body-in-ice-to-save-a-sea.asp#sthash.250QF8sS.PrcPb1pm.dpbs

Rússia frustra plano de santuário no oceano Antártico, China participa (Reuters) (em inglês)
http://www.reuters.com/article/us-environment-antarctic-park-idUSKCN0SO07120151030

Os cientistas ouvem baleias azuis no oceano Antártico com até 1.000 km de distância  (ABC) (em inglês)
http://www.abc.net.au/news/2015-03-11/scientists-eavesdrop-on-rare-whales-in-southern-ocean/6303542

Vladimir Putin está fazendo a diferença para os tigres do planeta (Vice News) (em inglês)
https://news.vice.com/article/vladimir-putin-really-loves-tigers-and-its-actually-making-a-difference-in-the-world 


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Praia do Arpoador.jpg

Foto do perfil do remetentePraia do Arpoador
Este e-mail concede acesso a este item sem fazer login. Encaminhe o e-mail somente para pessoas confiáveis.


terça-feira, 8 de setembro de 2015

Eles estão se afogando...



Avaaz.org - The World in Action

Não podemos trazer o pequeno Aylan de volta, mas podemos fazer com que a Europa se una para impedir que mais crianças como Aylan, que buscam um lugar seguro para viver, morram durante a travessia em barcos frágeis ou dentro de caminhões sufocantes. Vamos mostrar a todos os líderes europeus que o mundo exige ação urgente AGORA. Assine e compartilhe no Facebook, Twitter, por e-mail… em todas as redes:

ASSINE AGORA

Caros amigos,

Dá um aperto no coração olhar para a foto do menino deitado na praia, sem vida. E é igualmente difícil olhar para tantas outras fotos que retratam o sofrimento dos refugiados. O mais deplorável é que os governantes, em vez de tomarem medidas urgentes, estão perdendo tempo debatendo sobre quem é responsável pelo problema. Pela primeira vez, porém, podemos ter esperança de que encontraremos uma solução para a crise migratória.

Depois que milhares de pessoas pediram que seus países acolhessem mais refugiados, a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente da Comissão Europeia tomaram a frente dos esforços para criar uma nova proposta para que a União Europeia abrigue pessoas que fogem de guerras e fome. A França já aceitou a proposta, mas o Reino Unido, a Hungria e outros países do Leste Europeu estão barrando esse acordo emergencial. A pressão popular pode levar os políticos da União Europeia a adotar um plano para lidar com os refugiados de forma mais humana. Sem sentir a pressão popular, eles podem simplesmente desistir de ajudar. É aí que entramos.

Esse é um momento crítico e tudo pode mudar, para pior ou para melhor. Por isso, é hora de guiar os governantes. Não há tempo a perder: os ministros da União Europeia se reunirão nos próximos dias para definir seus posicionamentos. Participe da campanha e exija um plano para dar a essas famílias desesperadas um refúgio seguro. Nossa proposta será entregue pela Avaaz a todos os principais tomadores de decisão antes da reunião:

https://secure.avaaz.org/po/no_more_drownings_loc/?bqIVcbb&v=64468

Centenas de famílias chegam na Europa diariamente em busca de segurança. Traumatizadas, perseguidas e sem perspectivas de paz em guerras como a da Síria, a escolha de atravessar o oceano muitas vezes é a única opção. Segundo a ONU, quase um milhão de pessoas precisam de ajuda urgente, e ampliar as rotas seguras e legais é a melhor maneira de reduzir o número de refugiados que arriscam suas vidas, além de coibir o violento tráfico humano.

Há um plano emergencial viável: em primeiro lugar, é preciso aumentar urgentemente a transferência e o reassentamento de refugiados, com o objetivo de reunir famílias, de modo que a responsabilidade seja compartilhada em toda a União Europeia; segundo, fornecer apoio financeiro e técnico a países na linha da frente da crise, como a Grécia; em terceiro lugar, é necessário garantir que nenhuma ação policial atrapalhe os esforços de resgate ou coloque as pessoas que procuram refúgio em risco.

A Alemanha, que começou a abrir suas fronteiras, defende esta ideia. Já a Hungria está construindo uma cerca de arame farpado e outros países do Leste Europeu recusam-se a receber mais do que algumas poucas dezenas de famílias. Por fim, o Reino Unido acabou de anunciar que vai receber mais refugiados, mas recusa-se completamente a participar de qualquer medida emergencial da União Europeia.

Sabemos que a pressão popular em grande escala pode influenciar os políticos. No início desta semana, quando o governo da Islândia anunciou que o país aceitaria apenas 50 pedidos de asilo, 10 mil islandeses reagiram oferecendo abrigo em suas próprias casas. Agora, o governo está reconsiderando o compromisso anterior.

Milhares de cidadãos comuns estão mostrando compaixão e rejeitando a política de fechar as fronteiras imposta por alguns líderes. Vamos aumentar a onda de calor humano e garantir que nem interesses políticos estreitos nem o medo definam a forma como a Europa e o mundo reagem à maior crise de nossos tempos. Participe e divulgue o apelo urgente aos líderes da União Europeia:

https://secure.avaaz.org/po/no_more_drownings_loc/?bqIVcbb&v=64468

É de partir o coração acompanhar esse drama humano, uma tragédia pior do que muitos de nossos maiores pesadelos. Mostrando iniciativa, os membros da Avaaz vêm se unindo para ajudar os refugiados desde o início da crise. Cerca de duas mil pessoas se prontificaram como voluntárias em programas de assistência e juntos doamos US$ 500 mil para uma operação de resgate crucial no Mediterrâneo. Ainda organizamos uma missão até as ilhas gregas e fizemos pressão para a Europa assinar um primeiro acordo. Contudo, a magnitude desta crise significa que temos que pressionar ainda mais, e AGORA! Vamos dar as mais calorosas saudações de boas-vindas aos refugiados, antes da reunião dos líderes para discutir o assunto.

Com esperança e determinação,

Luis, Alice, Mia, Mais, Luca, Spyro e toda a equipe da Avaaz

Fontes:

Corpo de menino sírio transforma-se no símbolo da crise de refugiados (Jornal de Notícias)
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=4758111

A história por trás da foto do menino sírio que chocou o mundo (BBC)
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/09/150903_aylan_historia_canada_fd

É hora de a Europa acabar com a vergonhosa crise de refugiados (Anistia Internacional)
https://anistia.org.br/noticias/e-hora-de-europa-acabar-com-vergonhosa-crise-de-refugiados/

Centenas de refugiados bloqueados em comboios às portas da Europa (Euronews)
http://pt.euronews.com/2015/09/03/centenas-de-refugiados-bloqueados-em-comboios-as-portas-da-europa/

Imagens dramáticas se transformam em símbolos da crise dos imigrantes (Jornal Nacional)
http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/09/imagens-dramaticas-se-transformam-em-simbolos-da-crise-dos-imigrantes.html

Enquanto Europa busca soluções, nasce uma cidade de imigrantes em Budapeste (UOL)
http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/the-new-york-times/2015/09/04/enquanto-a-europa-procura-solucoes-nasce-uma-cidade-de-imigrantes-esqualida-em-budapeste.htm

O que há por trás da crise de imigrantes na Europa? (G1)
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/o-que-ha-por-tras-da-crise-de-imigrantes-na-europa.html

A questão relevante sobre o grito





A questão relevante sobre o grito
"Eram esses percalços normais, questões e atitudes típicas de crianças que me irritavam a ponto de perder o controle. Foi no modo como uma insistia em correr para buscar mais três colares de contas e os seus óculos de sol rosa favoritos quando já estávamos atrasados... Foi na maneira como a outra tentou servir-se sozinha de cereal e derramou a caixa inteira no balcão da cozinha... Foi quando uma delas caiu e quebrou o meu anjo de vidro especial no piso de madeira depois de ter sido avisada para não tocá-lo... Foi por que elas lutavam contra o sono quando eu precisava de um pouco mais de paz e tranquilidade... Ou foi quando brigavam por coisas ridículas como quem seria o primeiro a sair do carro ou quem tem o maior sorvete..."


Um rugido ensurdecedor para Cecil







Avaaz.org - The World in Action
Mais de 750 mil assinaturas em menos de 24 horas!! Vamos entregar 1 milhões de assinaturas a políticos dos EUA e União Europeia no início da semana que vem. Junte-se ao rugido e compartilhe com todos. Cada nome faz a diferença!


Nós não podemos trazer Cecil, o majestoso leão do Zimbábue, de volta à vida. Mas podemos pressionar os Estados Unidos e a União Europeia a aprovarem regras para proteger os leões que restam no mundo. Para vencer, precisamos de uma avalanche de assinaturas e compartilhamentos no Facebook, Twitter, e-mail... ou seja, em todos os lugares:

Assine a petição

Caros amigos,

Um dentista americano apareceu nos jornais do mundo todo por ter matado brutalmente Cecil, um leão dócil do Zimbábue.

Mas seu ato repugnante criou uma oportunidade para salvarmos todos os leões do mundo.

Americanos e europeus ricos como este dentista viajam para a África e pagam fortunas para caçar leões e outros animais exóticos por esporte, e depois levam para casa as cabeças dos animais como troféus.

Se todos nós agirmos agora, poderemos forçar os EUA e a Europa a proibir a importação destes troféus que ameaçam a sobrevivência de animais majestosos.

Alguns parlamentares europeus já consideram o assunto, mas para vencer, precisamos de uma onda de apoio global sem precedentes. Temos chances: 1,4% dos usuários da internet em todo o mundo estão recebendo este e-mail. Se cada um de nós fizer com que uma outra pessoa assine, chegaremos a quase 3%. Se cada pessoa convencer três pessoas, conseguiremos quase 6%, e assim por diante.

Assine e compartilhe no Facebook, Twitter, e-mail – em todos os lugares – antes que o mundo se esqueça de Cecil:

https://secure.avaaz.org/po/save_africas_lions_rb_po_1/?bqIVcbb&v=62769

Cecil era um leão amado no Zimbábue, conhecido por sua impressionante juba negra e por ser manso com os turistas e fotógrafos.

A caça de Cecil durou 40 horas e foi de uma brutalidade sem tamanho: os caçadores atraíram o leão para fora do parque protegido onde vivia, acertaram ele com uma flecha e o deixaram sofrer durante toda a noite. Eles mataram Cecil na manhã seguinte e, ilegalmente, arrancaram o aparelho de GPS antes de decapitar e esfolar o leão para fazer o troféu.

Para aumentar a tragédia, cerca de doze filhotes de Cecil agora correm risco de serem abatidos por outros leões, algo comum quando os machos do grupo morrem.

O Zimbábue e outros países não vão reprimir crimes como este, nem mesmo regulamentar melhor a caça, a menos que os lucros da atividade sejam ameaçados. Portanto, se os Estados Unidos e a Europa proibirem a importação de troféus animais provenientes de países que não adotam práticas sustentáveis de caça, garantiremos a sobrevivência dos leões no planeta.

É uma política simples, já endossada por alguns países da União Europeia, mas que não será aprovada sem o apoio de um movimento global gigantesco. Se todos nós assinarmos e convidarmos nossos amigos para participar, compartilhando com toda a internet, poderemos vencer.

Assine e compartilhe agora -- não deixe passar essa oportunidade que Cecil tristemente nos trouxe:

https://secure.avaaz.org/po/save_africas_lions_rb_po_1/?bqIVcbb&v=62769

A comunidade da Avaaz já conquistou vitórias surpreendentes para salvar algumas das espécies mais ameaçadas do planeta: desde baleias a orangotangos, passando pelo atum-rabilho. Em cada ocasião, a vitória se deve ao fato de que nos unimos no exato momento em que a oportunidade se apresentou, acreditando que um mundo melhor e mais sustentável é possível. Chegou a vez de nossos leões.

Com esperança,

Mia, Rewan, Luis, Danny, Jooyea, Sobaika, Ricken e toda a equipe da Avaaz

Mais informações:

A terrível história da morte do leão Cecil (Exame)
http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/a-terrivel-historia-do-leao-cecil-morto

Uma flecha, um tiro e 50 mil euros mataram o leão Cecil (O Público)
http://www.publico.pt/ecosfera/noticia/uma-flecha-um-tiro-e-50-mil-euros-mataram-o-leao-cecil-1703444

Dentista confessa que pagou para matar leão Cecil, ícone da África (O Dia)
http://odia.ig.com.br/noticia/mundoeciencia/2015-07-29/dentista-confessa-que-pagou-para-matar-leao-cecil-icone-da-africa.html

O que aconteceu ao homem que matou o leão Cecil? (Sábado)
http://www.sabado.pt/mundo/detalhe/o_que_aconteceu_ao_homem_que_matou_o_leao_cecil.html

Caçador de leões Walter Palmer que matou Cecil enfrenta pressão por processo (Guardian) (em inglês)
http://www.theguardian.com/world/2015/jul/29/cecil-the-lion-calls-for-prosecution-us-dentist-walter-palmer

Morte do mais amado leão do Zimbábue inflama debate sobre caça esportiva (National Geographic) (em inglês)
http://voices.nationalgeographic.com/2015/07/21/death-of-zimbabwes-best-loved-lion-ignites-debate-on-sport-hunting/

Assassinato do leão Cecil desencadeia pedidos de proibição de importação de troféus na UE (Guardian) (em inglês)
http://www.theguardian.com/environment/2015/jul/27/killing-of-cecil-the-lion-prompts-call-for-eu-ban-on-importing-lion-trophies





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Pai Nosso que estais no Céu,
santificado seja o vosso Nome,
venha a nós o vosso Reino,
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai as nossas ofensas
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido,
e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do Mal.
Amém.

Carta de Deus

Cidade dos Anjos

Se eu morrer antes de você

A morte

Amor de um Pai...

Filtro Solar

Prece de Caritas

Carta de Seth

Vote Certo

Loading...

Paciência

Não queira exigir dos outros aquilo que nem você mesmo consegue fazer. Tenha compreensão pelos erros dos próximos, e aguarde que possam escalar aos poucos a montanha íngreme da virtude. Tenha paciência com os companheiros de sua jornada na terra.